Schmersal Ibérica: compatível com Industrie 4.0 – a nova solução de segurança inteligente

O grupo Schmersal apresentou na SPS IPC Drives de 2017, pela primeira vez, uma solução Safety-to-Cloud. Todos os bloqueios de segurança, sensores de segurança da Schmersal, que estão equipados com uma interface DS, e algumas células de deteção de segurança podem transferir dados para uma nuvem através do comando de segurança PSC1 ou um gateway de DS, bem como um Edge-Gateway. A interface DS (“Diagnóstico em série”) serve para transferir dados não seguros de sensores e bloqueios de segurança a uma conexão em série segura. Com a Solução de Segurança Inteligente podem ser transferidos todos os dados do sensor da interface DS cíclicos para a nuvem. Uma ligação destes dados DS cíclicos dentro da nuvem oferece ao utilizador várias possibilidades de diagnóstico, e fazem parte, por exemplo, os ciclos de comutação, o estado da segurança, os avisos de áreas limitadas, os avisos de distâncias e muito mais. O Edge-Gateway encaminha os dados no formato OPC UA, um protocolo standard para a comunicação M2M.

Estas informações de diagnóstico podem ser visualizadas no ecrã e consultadas através de dispositivos finais móveis como tablets ou telemóveis. Assim é permitido um controlo móvel dos processos de produção. Para a visualização dos dados através de Dashboards é utilizada, por exemplo, a plataforma comum de nuvem Microsoft Azure, que oferece uma variedade de funcionalidades úteis para a apresentação dos dados, por exemplo, em forma de tabelas, diagramas ou gráficos. “Desta forma, oferecemos aos nossos clientes uma solução absolutamente independente do fabricante e do sistema, assim pode decidir livremente o serviço na nuvem que pretende utilizar”, explica Siegfried Rüttger, Gestor de Projeto da Industrie 4.0 no Grupo Schmersal.

“Possibilitando, com esta Solução de Segurança Inteligente, uma comunicação contínua das informações de diagnóstico do sensor para a nuvem, abrimos caminho para a manutenção e conservação preventivas”, assim ditou Siegfried Rüttger. Os utilizadores podem, por exemplo, visualizar a quantidade de vezes que a máquina arrancou e calcular o número de horas de funcionamento e o desgaste previsto dos componentes de modo a ser possível substituí-los atempadamente e evitando períodos de imobilização das máquinas. Além disso, é uma grande vantagem também ser possível integrar as células de deteção de segurança no sistema. Se, por exemplo, surgir sujidade nas células de deteção e, por isso, o sinal enfraquecer, pode ser transmitida uma mensagem de aviso de modo a que possam ser tomadas atempadamente as precauções corretivas necessárias, antes que a célula de deteção desligue de forma segura.

Schmersal Ibérica, S.L.
Tel.: +351 219 593 835
info-pt@schmersal.com · www.schmersal.pt