Weidmüller espera crescimento de dois dígitos em vendas em 2018

Weidmüller – Sistemas de Interface, S.A.
Tel.: +351 214 459 191 · Fax: +351 214 455 871
weidmuller@weidmuller.pt · www.weidmuller.pt

A Weidmüller espera um total de vendas de mais de 820 milhões de euros para 2018, garantido por um ambiente de mercado muito bom no 1.º semestre do ano. “Olhando para o passado, os nossos investimentos no desenvolvimento do know-how em automação e digitalização, na recompra das nossas empresas de vendas na América do Norte e noutras importantes regiões valeram a pena”, explicou Jörg Timmermann, Presidente do Conselho Executivo. Com a expansão do sistema de automação u-mation, a aquisição de uma participação maioritária no fornecedor de soluções de visualização GTI no verão passado e a cooperação com a especialista KEBA, a Weidmüller continuou no caminho planeado. Como aconteceu em anos anteriores, a Weidmüller apresentará os seus resultados anuais na próxima Hannover Messe, de 01 a 05 de abril de 2019.

A Weidmüller oferece atualmente uma ampla gama de componentes com capacidade de comunicação para o fornecimento e processamento de dados do processo. “Reparamos que muitos clientes já não associam a Weidmüller apenas a componentes passivos, mas também a tópicos de digitalização como análises industriais”, ditou José Carlos Álvarez Tobar, Diretor de Vendas e Marketing. Este facto também se reflete nas vendas – com a Divisão de Produtos e Soluções de Automação a registar uma taxa de crescimento de mais de 25%.

Em simultâneo, a tendência da digitalização na indústria também está a chegar aos componentes totalmente eletromecânicos como os conetores. No futuro eles irão recolher e comunicar os dados nas interfaces do sistema, levando a novos serviços e aumentando a disponibilidade. “Os conetores estão a tornar-se inteligentes, assumindo funções adicionais e, por isso poderão aumentar a disponibilidade e a segurança nas distribuições de tensão DC no futuro”, explicou Bibelhausen. A empresa respondeu a estas tendências com o Centro de Competências Smart Connectivity em Lemgo, em outubro de 2018, onde os investigadores estão a trabalhar em áreas como a transformação da infraestrutura industrial e a descrição digital dos produtos. O edifício com cerca de 12 000 metros quadrados destaca-se pela sustentabilidade, eficiência energética e na conceção moderna do local de trabalho, e conta com salas de conferência e de escritório inovadoras, nas quais os funcionários podem trabalhar e forma interdisciplinar e no futuro os clientes poderão aí experimentar as soluções e serviços mais inovadores. “A transformação digital mudará a forma como funcionários e clientes trabalham juntos. O Centro abre novas possibilidades de colaboração, dentro da empresa e com os clientes”, explicou Timmermann.

Apesar de algumas incertezas, o Conselho Executivo do Grupo Weidmüller está confiante para 2019 como um todo, mas estima que o crescimento diminua ligeiramente. A Associação Alemã de Engenharia Elétrica e Indústria Elétrica Central (ZVEI) prevê um crescimento de 4% em 2019, ao passo que a Associação de Construtores Alemães de Máquinas e Equipamentos (VDMA) prevê um aumento de 2%.