igus®: arte cinética descobriu o desenrolador de calha

igus®, Lda.
Tel.: +351 226 109 000 · Fax: +351 228 328 321
info@igus.pt · www.igus.pt
pt.linkedin.com/company/igus-portugal
www.facebook.com/IgusPortugal

Uma obra de arte cinética composta por 168 esferas metálicas, individualmente posicionáveis, está suspensa sobre um reservatório de água na receção de um hotel em Taiwan. Mas existe muita tecnologia por detrás desta obra de arte elegante e delicada. A empresa de construção de exposições Kurt Hüttinger GmbH deparou-se com o seguinte desafio: o sistema teria de ficar facilmente acessível para a manutenção, apesar de ter de ser instalado num teto falso inacessível com um metro de altura e a quatro metros do chão. O tempo de instalação era reduzido, dado que a obra de arte tinha de estar terminada antes da abertura oficial. Na estrutura do edifício já tinha sido instalado um sistema de elevação de cabos, onde a unidade técnica poderia ser instalada de forma permanente. Para que as esferas se pudessem movimentar segundo o ritmo da música era necessário um sistema de gestão muito complexo, com cabos de comando, áudio e potência. Este teria de ser fiável, discreto e, sobretudo, de rápida instalação.

A calha articulada é adequada para o fornecimento de energia em espaços reduzidos e é conduzida por um enrolador. As molas de retração integradas asseguram o correto comprimento e a tensão permanente do sistema de cabos. Na posição inicial, a calha articulada encontra-se totalmente enrolada para poupar espaço. A compacta calha twisterband faz a ligação entre a calha enrolada e o suporte fixo do sistema, sendo esse o único ponto fixo na ligação dos cabos elétricos. Foram colocados os cabos elétricos no enrolador, foi montado na unidade e testado previamente. “Esta era a única forma de assegurar que uma obra de arte projetada e montada na Alemanha podia ser transportada de avião para o outro lado do mundo e instalada rapidamente”, afirma Stephan Hessberger, Diretor de Projeto da Kurt Hüttinger GmbH, com entusiasmo. Para a instalação, o sistema completo, incluindo o e-spool, foi colocado sobre um carro de suporte, fixado e elevado manualmente. A extremidade móvel do e-spool foi então montada no teto falso e fixada. De seguida foi possível prosseguir com a instalação e colocar a obra de arte em movimento.