reabilitação

Reabilitação

Atendendo à degradação acentuada e continuada das estruturas urbanas em geral, é imperioso desenvolver processos de reabilitação.

Atendendo ao facto de que se assiste a uma degradação acentuada e continuada das estruturas urbanas em geral e dos seus edifícios em particular, fruto do passar dos anos e de alguma falta de manutenção dos mesmos, mas também da alteração das necessidades dos edifícios e/ou da sua utilização, é imperioso desenvolver e acelerar os processos de reabilitação.

Evidentemente, estes processos não serão os mais fáceis quando comparados com os processos de construção de edifícios novos em que os condicionalismos são muito menores. Talvez tenha sido este um dos fatores que promoveram a construção de novos edifícios nas últimas décadas em detrimento da reabilitação de edifícios existentes.

Mas, hoje em dia, a realidade é bastante distinta do passado recente, com a crise na construção associada à falta de financiamento e o excesso de oferta de apartamentos novos (muitos nunca habitados) levaram a que uma nova realidade emergisse e ganhasse um maior protagonismo, tendo por base a necessidade de reabilitação de edifícios com particular incidência em cidades com centros históricos degradados. A impulsionar esta nova
tendência temos uma maior preocupação das populações residentes, a sensibilização do poder político para este assunto e, não menos importante, os diversos programas governamentais e municipais de apoio e promoção da reabilitação.

Embora não seja a fórmula milagrosa com vista a dinamizar o mercado da venda e instalação de elevadores novos de forma a colocá-los ao nível de um passado recente é, certamente, a melhor fórmula nesta altura para, pelo menos, não deixar «morrer» este mercado.

O desafio para as empresas é maior considerando as condicionantes que poderão estar associados à reabilitação do edifício que implicam os equipamentos de elevação. Assim sendo, espera-se que as empresas se especializem neste tipo de fornecimento atendendo que a parte comercial, o projeto, o fabrico e a instalação poderão ser mais exigentes porque podem existir condições particulares da obra. Com vista a auxiliar as empresas, o recurso às Normas e regulamentos são elementos fundamentais para uma boa condução da obra e obtenção de resultados satisfatórios.

O dossier é composto pelos seguintes artigos:

  • Reabilitação de edifícios antigos. As soluções a implementar exigem a caraterização da pré-existência
    • Vasco Peixoto de Freitas, Prof. Catedrático da FEUP Diretor do Laboratório de Física das Construções
  • O Desafio dos Elevadores na Reabilitação Urbana
  • Segurança contra Incêndio na Reabilitação
    • Aidos Ferreira

Para ler o dossier completo faça o download gratuito da “elevare” nº2. Verifique o seu email após o download. Pode também solicitar apenas um artigo através do emaila.pereira@cie-comunicacao.pt

artigo

      Selecione as sua(s) área(s) de interesse

      Utilize a tecla Ctrl para selecionar mais que uma opção

      De acordo com o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados, ao registar-se, receberá regularmente informações nossas, seja sobre os nossos serviços e produtos, promoções, newsletters, revistas digitais dicas de como tirar maior partido das ferramentas que disponibilizamos e ainda se habilita a participar em eventos que vamos organizando ao longo do ano.

    Outros artigos relacionados