Ajustes de cargas elevadas com as novas porcas da igus

A nova porca dryspin para cargas exigentes é económica, isenta de lubrificação, fabricada por injeção e em combinação com a placa de aço inoxidável pode aguentar cargas até 6 MPa. (Fonte: igus GmbH)

Ajustes de cargas elevadas com as novas porcas em polímero da igus

A porca dryspin JGRM, injetada em polímero, é uma alternativa económica às porcas de fuso de esferas.

Plástico e cargas elevadas? Desta vez, a igus prova que a combinação funciona com um novo desenho de porca. A porca dryspin JGRM, injetada em polímero, é uma alternativa económica às porcas de fuso de esferas. O novo desenho isento de lubrificação e resistente ao desgaste permite movimentar cargas elevadas. Para aplicações com cargas axiais elevadas, a nova porca está também disponível com uma placa de aço inoxidável na “versão para cargas exigentes“. Seja em máquinas de construção, atuadores ou seguidores solares, os fusos devem ser capazes de deslocar cargas elevadas com segurança e durabilidade numa vasta variedade de aplicações. A igus desenvolveu agora uma nova porca precisamente para estas aplicações.

 Este modelo baseia-se nos tamanhos e passos de ligação dos fusos de esferas e, como tal, pode ser facilmente substituído. A porca oferece uma variedade de métodos de instalação: pode ser aparafusada ou instalada diretamente no furo. Instalação fácil devido à geometria da porca e aos quatro furos para parafusos de cabeça cilíndrica M6. A porca é fabricada por injeção na fábrica da igus em Colónia, tornando-a um componente económico e leve. Comparativamente aos sistemas de fusos de esferas, as porcas em polímero têm um custo consideravelmente menor. Devido à utilização de polímeros de elevada performance iglidur J, a porca tem um coeficiente de atrito muito baixo. As roscas com um perfil arredondado e a ausência de esferas permitem um funcionamento suave da porca. Além disso, devido à utilização de lubrificações sólidas, as porcas não precisam de lubrificação externa que seria libertada para o ambiente. “Estamos a oferecer aos clientes uma solução isenta de manutenção que é resistente ao pó e à sujidade“, diz Hendricks.

Para aplicações com cargas axiais elevadas, a igus também desenvolveu a porca JGRM na versão para cargas exigentes, com uma placa de aço inoxidável. A dimensão do componente permanece igual. A placa de aço inoxidável é montada na porca e aumenta a resistência à compressão das forças aplicadas. As cabeças dos parafusos já não ficam em contacto com o polímero. Os testes realizados no laboratório de testes interno da igus, com 3800 metros quadrados, mostraram que a versão para cargas exigentes pode absorver até 6 MPa e suportar 50% mais carga do que uma porca de rosca com flange de plástico comparável. A nova porca está disponível para diferentes tipos de rosca com um diâmetro de 14 a 20 milímetros. Atinge a sua maior eficiência com o fuso dryspin assimétrico da igus. Aprenda mais sobre a tecnologia de fusos dryspin no vídeo abaixo.

Tecnologia de fusos dryspin para cargas elevadas

igus®, Lda.
Tel.: +351 226 109 000
info@igus.pt · www.igus.pt
pt.linkedin.com/company/igus-portugal
www.facebook.com/IgusPortugal

Translate »