eficiência energética

Carbono Zero reforça importância da eficiência energética

A Comissão Europeia quer que todos os edifícios novos tenham, a partir de 2020, necessidades energéticas…

A Comissão Europeia quer que todos os edifícios novos tenham, a partir de 2020, necessidades energéticas próximas do zero. A medida conhecida como “Carbono Zero” reforça, ainda mais, a importância da eficiência energética, especialmente no caso dos elevadores que são os grandes contribuidores para os consumos de energia dos edifícios.

A medida “Zero Energy” da Comissão Europeia visa que todos os edifícios públicos apresentem “necessidades quase nulas de energia” já em 2019. Para os edifícios privados, o critério só será aplicado em 2020. Mas o objetivo é que estes novos edifícios tenham um desempenho energético que possibilite o equilíbrio entre o consumo e a produção no zero, ou próximo disso. Esta medida é apenas mais uma entre as várias que têm sido tomadas no sentido de reforçar os critérios de eficiência energética dos edifícios.

No caso dos elevadores, só desde agosto de 2013 é que é obrigatório o cálculo do desempenho energético dos elevadores. Atualmente a Etiquetagem Energética é uma exigência inscrita na Lei e se, inicialmente, começou por ser necessário cumprir como requisito mínimo a Classe C, em 2016 esse critério subiu para a Classe B. A tendência é de apertar as normas, pelo que é fundamental ir preparando o terreno.

Translate »