porto

Setor portuário brasileiro com queda de 1,4%

A movimentação de cargas no setor portuário brasileiro situou-se nas 264 milhões…

A movimentação de cargas no setor portuário brasileiro situou-se nas 264 milhões de toneladas, no terceiro trimestre de 2016, o que representa um recuo de 1,4% relativamente a 2015. É uma descida de 3,8 milhões de toneladas, de acordo com dados da Superintendência de Desempenho, Desenvolvimento e Sustentabilidade da ANTAQ – Agência Nacional de Transportes Aquaviários do Brasil.

Em termos de grupos de mercadoria, as maiores movimentações verificaram-se nos minérios com 110,7 milhões de toneladas e uma subida de 2,5%, e nos containers com 27,6 milhões de toneladas e um aumento de 7,3%. Nas movimentações que mais caíram, surgem à cabeça as sementes, grãos e frutos, com 11,8 milhões de toneladas, um decréscimo de 32,2%. Quanto aos portos organizados, a ANTAQ nota que “movimentaram aproximadamente 89,9 milhões de toneladas de carga bruta”, o que significa um “recuo de 4,1% em relação ao mesmo período do ano de 2015”. Os açúcares e os minérios alcançaram boas subidas, 19,9% e 13,3% respetivamente, mas não conseguiram compensar as descidas nos cereais (-32,6%) e nas sementes e grãos (-34%). Como destaques de crescimento na movimentação de cargas, a ANTAQ aponta os portos de Vila do Conde (+8,5%), de Suape (+34,4%) e de Itaguaí (+11,6%).

Translate »